Mesmo tão pequenas elas sempre aparecem para nos incomodar. As pragas urbanas são um incômodo para as grandes cidades. Além de transmitirem diversas doenças elas ainda podem danificar a estrutura das edificações e construções. As mais comuns são:

Baratas: Blattaria ou Blattodea é uma ordem de insetos cujos representantes são popularmente conhecidos como baratas. É um grupo cosmopolita, sendo que algumas espécies (menos de 1%) são consideradas como sinantrópicas.
O tamanho das baratas varia entre 3 mm a 10 cm de comprimento dependendo da espécie. Apresentam um corpo oval, achatado dorso-ventralmente, e em geral com uma coloração escura. A cabeça é curta, subtriangular, do tipo opistognata, com peças bucais mastigadoras, antenas longas e filiformes, geralmente dois ocelos, e os olhos compostos estão presentes na maioria das espécies, com exceção das espécies cavernícolas.
Risco à saúde: Elas podem provocar intoxicação alimentar, diarreia, infecções (inclusive respiratórias), contaminação por salmonela e outras doenças.

Ratos: Rato é o nome geral dos mamíferos roedores da família Muridae. São animais de hábitos furtivos e geralmente noturnos. É a maior família de mamíferos existente na atualidade, cerca de 650 espécies, classificadas em cerca de 140 gêneros e em cinco ou seis subfamílias.
Risco à saúde: são portadores de variadas doenças transmissíveis ao homem, como a leptospirose, o hantavírus e a peste bubônica, além de ser hospedeiro para outras doenças, como a toxoplasmose.

Cupins: É um inseto eusocial da ordem Isoptera, que contém cerca de 2.800 espécies catalogadas no mundo. Esses insetos são mais conhecidos por sua importância econômica como pragas de madeira e de outros materiais celulósicos, ou ainda pragas agrícolas, entretanto, apenas cerca de 10% das espécies conhecidas de cupins estão registradas como tal.
A dispersão e fundação de novas colônias geralmente ocorrem num determinado período do ano, coincidindo com o início da estação chuvosa. Nessa época ocorrem as revoadas de alados (chamados popularmente de siriris ou aleluias), dos quais alguns poucos conseguem se acasalar e fundar uma nova colônia.
Risco à saúde: Não oferecem risco à saúde do homem, porém, podem atacar qualquer tipo de material que contenha celulose. Atacam couros, roupas, espumas, isopor, gesso, plásticos, além das madeiras.

Mosquitos: Mosquito e pernilongo são termos gerais para designar diversos insectos da subordem Nematocera, normalmente dando ênfase para a família Culicidae. Por constituirem uma nomenclatura vulgar, isso é, não tendo as regras da Nomenclatura científica, abarcam diversos taxons como os mosquitos-palha e os mosquitos-pólvora.
Risco à saúde: A malária, a febre amarela e a dengue são as doenças graves comuns que as pessoas adquirem de mosquitos quando viajam a países tropicais.